BLOG

Maísa Moura em São Paulo

Postado em 22/03/2010 Blog!

Compartilhe

Sobre o autor

Makely Ka (Valença do Piauí, 1975) é um poeta cantor, instrumentista, produtor cultural e compositor brasileiro. Makely é poeta, compositor e agitador cultural. Atuando em diversas áreas como a música, a poesia e o vídeo. Incorpora à sua produção artística um componente crítico e reflexivo. Autodidata, desenvolveu uma poética musical própria, amalgamando elementos da trova e do aboio de herança ibérica às novas linguagens sonoras urbanas como o rap, do despojamento da poesia marginal ao rigor formal da poesia concreta.

(1) resposta

  1. Bernardo Caldeira
    31/03/2010 de 19:59 · Responder

    Pra você:

    Chocolate porque não morde nenhum már tirano, mesmo que o muque dos mais fortes seja pataflorma dura até dar furtos prontos pra deglutinação soberana desceu ideal de loção demorou na mente se quiser, e nau tecer a teia fogo na bibliateca à raiá o forró pede cana densa pr'embriegar galho, lugar prefedido prato mar umas birrita. Está bem nojeito queu-quero transmentir a canta-gotas o diztino se diz please sem te ameassar a massa rico a chatear o tiro que vai sair pela culatra versar ou tropeiro, porém damascolinidade nada se sabiá, caso contrário a noiva requererá o dipluma de piloto altomágico, sempre cedente. Juro a deusmascarado que atua falácia com pro-meteourologia do garimpo pular derrepentimentos se (com) parafuso-honorário recebeu zebu ou saborrece bel-prazer na cor do com sacrifísse-o de vendar tua alma Al Capone, aparte na gênese devoto de castidade e na revolta de cabresto irão à qual quer momento desvender os segredos transcados a sete chavões. Caus' que o tinhoso, o rabo-preso, o cão-chupando-manga-debaixo-do-pé-de-tamarindo, o coisa-ruim, o Mefistófeles, o Satanás, o trava-língua, drubla os mesquinhentos passe apodrerarem do cetro e errado sem malícia financeira que cause furor no reino d'abóbora celeste-oeste do filho e do espírrito santo, amando dos capangas predialetos firmemente extrabelecidos nos confins involotários de vhasta la vista-se de pressa pra não pregar o bom de andando e fincar pr'atrás a babaca lendário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top