BLOG

Pré-Conferências Setoriais


A II Conferência Nacional de Cultura, a ser realizada entre 11 e 14 de março, traz uma novidade em seu processo preparatório. Além dos debates realizados nos municípios e estados, representantes de 19 setores artísticos e culturais irão incluir no documento final da conferência os temas de interesse de seu segmento. Cerca de 1,3 mil pessoas estarão reunidas em Brasília entre os dias 7 e 9 de março nas Pré-Conferências Setoriais para discutirem e votarem as propostas. A abertura será no domingo, às 19h, no Museu Nacional Honestino Guimarães (Esplanada dos Ministérios), com a participação do ministro da Cultura, Juca Ferreira.

Além das contribuições para a II CNC, os delegados irão também propor diretrizes para os planos setoriais de cultura, que integram o Plano Nacional de Cultura, em tramitação no Congresso Nacional. “O sucesso da Conferência Nacional depende do sucesso das pré-conferências”, afirma o ministro Juca Ferreira. A consolidação das abordagens dessa gama tão diversa de questões, de acordo com ele, garante que no momento da Conferência os pontos de vista dessas áreas já estarão estruturados para a discussão.

As atividades das Pré-Conferências começam na segunda-feira, dia 8, a partir das 9h, nas tendas armadas no gramado central da Esplanada dos Ministérios, em frente ao Museu Nacional. Veja os setores que se reunirão em Brasília:

Arte Digital, Dança, Arquitetura, Livro, leitura e literatura, Artesanato, Música, Artes Visuais, Moda, Circo, Teatro, Cultura Indígena, Patrimônio Material, Culturas Populares, Patrimônio Imaterial.

Cinco outros setores – audiovisual, arquivos, culturas afro-brasileiras, design e museus – já realizaram suas pré-conferências entre 24 e 28 fevereiro. Veja os detalhes das propostas. Na opinião do coordenador das atividades, Maurício Dantas, a qualidade do que foi apresentado nessa primeira rodada mostra o amadurecimento do debate dos setores. “Com essa participação, a cultura dá passos importantes no sentido da consolidação de suas políticas”, diz.

Este momento marca também o início das relações institucionais do Ministério da Cultura com três áreas: moda, arquitetura e design. As produções dessas áreas passam, definitivamente, a ser consideradas manifestações da identidade brasileira e por isso devem ser contempladas nas ações do próprio MinC e de outras instituições que fomentam e apoiam a cultura.

Conselho Nacional – Além das propostas, os delegados das Pré-Conferências Setoriais vão eleger seus representantes para compor o Conselho Nacional de Políticas Culturais (CNPC). Reestruturado em 2005, o novo órgão colegiado da estrutura básica do Ministério da Cultura possui 46 titulares (dos governos, dos segmentos artísticos e outros representantes da sociedade civil) com direito a voz e voto, e seis convidados com direito a voz.

Sua finalidade é propor a formulação de políticas públicas, com o objetivo de promover a articulação e o debate dos diferentes níveis de governo e a sociedade civil organizada. Entre suas competências estão acompanhar e fiscalizar a execução do Plano Nacional de Cultura; estabelecer as diretrizes gerais para aplicação dos recursos do Fundo Nacional de Cultura; apoiar os acordos para a implantação do Sistema Nacional de Cultura.

Os nomes dos escolhidos para ocupar assento no CNPC devem ser anunciados também durante a realização da II Conferência Nacional de Cultura.


Postado em 09/03/2010 Blog!

Compartilhe

Sobre o autor

Makely Ka (Valença do Piauí, 1975) é um poeta cantor, instrumentista, produtor cultural e compositor brasileiro. Makely é poeta, compositor e agitador cultural. Atuando em diversas áreas como a música, a poesia e o vídeo. Incorpora à sua produção artística um componente crítico e reflexivo. Autodidata, desenvolveu uma poética musical própria, amalgamando elementos da trova e do aboio de herança ibérica às novas linguagens sonoras urbanas como o rap, do despojamento da poesia marginal ao rigor formal da poesia concreta.

(1) resposta

  1. Andréa Lion
    09/03/2010 de 10:56 · Responder

    participaei aqui no rio, como ouvinte da pré conferencia do setor museológico. infelizmente não participar dos três dias (era aniversário de minha filha e dái não há escolha!) mas foi ótimo mesmo assim! e foi importante ver e entender como a coisa funciona. é uma aposta boa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top