BLOG

WOMEX 2009

A parada agora é Copenhagen, capital do Reino da Dinamarca! Estou aqui participando da WOMEX, uma feira de música que acontece anualmente em algum país europeu. São mais de três mil inscritos de mais de 90 países. Hoje foi o primeiro dia e desta vez estamos com um estande, dividido com São Paulo e Espírito Santo.
A feira acontece durante todo o dia e à noite os shows-case de artistas de todo o mundo. O foco aqui é a música contra-industrial, que alguns chamam de independente, outros de alternativa, etc.

Faz muito frio e começa a escurecer a partir das 17h. Estamos aqui desde domingo e hoje foi o primeiro dia em que saiu um sol tímido. Estamos a meia hora da Suécia e ontem fomos almoçar em Malmö. Nosso real vale aproximadamente três coroas dinamarquesas, ou krones. Ou seja, a relação com o euro é de sete para um, e isso causa alguma confusão no início quando precisamos fazer a conversão de cabeça para calcular o valor relativo de algum produto ou serviço. Em geral é tudo muito caro. Uma garrafa de 200 ml de água por exemplo custa 22 krones, ou seja, mais de 7 reais. Melhor comprar uma Calsberg que custa 20 krones. Sim, a cerveja é mais barata que a água e é uma das melhores do mundo. Coisas do Reino da Dinamarca!

Amanhã quero conhecer Christiania, uma comunidade autogestionada que surgiu em meados dos anos 70 a partir de princípios anarquistas. A cidade-livre, como é conhecida, resiste à pressão do governo que insiste desde os anos 80 em desalojar seus habitantes dos imóveis ocupados sob a alegação de que ali é o principal ponto de tráfico e de consumo de drogas pesadas – leis-se heroína – do norte da Europa. Hoje a situação ainda é instável, mas é fácil comprar haxixe e skank pelas ruas segundo me disseram. Depois da visita eu conto mais…

Postado em 29/10/2009 Blog!

Compartilhe

Sobre o autor

Makely Ka (Valença do Piauí, 1975) é um poeta cantor, instrumentista, produtor cultural e compositor brasileiro. Makely é poeta, compositor e agitador cultural. Atuando em diversas áreas como a música, a poesia e o vídeo. Incorpora à sua produção artística um componente crítico e reflexivo. Autodidata, desenvolveu uma poética musical própria, amalgamando elementos da trova e do aboio de herança ibérica às novas linguagens sonoras urbanas como o rap, do despojamento da poesia marginal ao rigor formal da poesia concreta.

(4) respostas

  1. mary
    30/10/2009 de 13:36 · Responder

    boa!
    se desceres pros lados de cá, já sabes…
    dê um toque.
    ;)

  2. makely
    30/10/2009 de 21:17 · Responder

    Sim Mary, no final de novembro!
    Beijos

  3. bruno brum
    31/10/2009 de 11:07 · Responder

    Não esquece de tirar uma foto do painel! rsrsrsr Abraço.

  4. makely
    01/11/2009 de 23:50 · Responder

    Beleza Bruno!
    Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top