Diário

¿Que pasa?

Estou em Sevilha, capital da Andaluzia, participando pela segunda vez da WOMEX, uma feira internacional de música que svai até sábado. Daqui sigo pra Barcelona para participar no dia 6 de um debate sobre as relações iberoamericanas no Consulado-Geral do Brasil, dentro da programação do Festival Brasil NoAr. De lá sigo pra Madrid onde participo…

Saiba mais →

E o Arrudas continua cinzento e cheirando mal…

Costumo analisar as propostas para a cultura dos programas de governo dos candidatos. Não que eu queira garantir o meu lado e esteja me lixando para o resto, mas tenho uma tese de que, quando há uma preocupação com esse aspecto normalmente relegado à perfumaria na área da política, existe um programa razoavelmente equilibrado. É…

Saiba mais →

Agora vai…

Nesta semana em Brasília, um grupo de especialistas em políticas culturais convocados pelo Ministério da Cultura vai avaliar o resultado da Câmara Setorial de Música. Será a última reunião da Câmara, que em seguida vai ser substituída pelo Colegiado Setorial de Música, instância de proposição do CNPC – Conselho Nacional de Políticas Culturais. Nas Câmaras…

Saiba mais →

Verborragia Mínima

Matéria sobre o espetáculo de poesia sonora, videoinstalação e live P.A que fizemos eu, Patris e Chico de Paula no espaço Oi Futuro BH em maio passado!

Não há perdão!

O Makely Ka, para mim, é um picareta duma figa. Um dos caras mais oportunistas que já conheci em toda minha vida!Comentário ouvido por um amigo na saída de um show do artista.

Desculpa aí!

“Makely Ka, para mim, é um gênio. Um grande compositor da nova geração!”Guinga em entrevista para o Jornal da Pampulha (27 de setembro de 2008)

Buenos Aires Zero Hora

Cheguei agora a pouco à capital portenha. Do aeroporto de Ezeiza até o hotel, no centro da cidade, o taxista ouvia uma rádio que alternava sucessos como “É o tchan” e “Namorar pelado”. Achei curiosa a homenagem involuntária e comentei que era brasileiro. Foi nesse momento que eu percebi o sentimento de integração entre hermanos…

Saiba mais →

O Ceará é ali do lado!

A Feira da Música de Fortaleza foi um dos primeiros eventos de música independente a surgir no Brasil. Acontece desde 2002 e tem se destacado por ser um negócio estratégico para o desenvolvimento do mercado da música do Nordeste e do Brasil, abrindo espaço para intercâmbio entre músicos e produtores de todo o país. Vou…

Saiba mais →

é doce morrer no mar, nas ondas verdes do mar…

Rodada de Negócios Minas

Uma comitiva de produtores e jornalistas estrangeiros vai aportar em Belo Horizonte na próxima segunda-feira para conhecer melhor a música produzida em Minas atualmente. Desenvolvido pela Brasil Música & Artes (BMA) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (APEX Brasil), o projeto Comprador & Imagem, organizado pelo Fórum da Música…

Saiba mais →

Moira

Moira é o primeiro trabalho solo da minha parceira mais constante, a cantora Maísa Moura. Foi quase um ano dentro do estúdio gravando, experimentando timbres, finalizando arranjos, editando e misturando da melhor maneira possível todos os sons! Nesta empreitada eu não toco, a não ser no show como participação em uma música que gravamos juntos…

Saiba mais →

Eu e Maísa vamos nos apresentar amanhã na programação do Festival de Inverno em Ouro Preto. Estaremos acompanhados pelos amigos músicos Guilherme Castro (violões e viola caipira), Avelar Jr. (contrabaixo), Frederico Malverde (violoncelo) e Leo Dias (marimba e percussão). Ano passado estive no mesmo evento ministrando uma oficina. Desta vez retorno à cidade que me…

Saiba mais →

Contra-Indústria

Vai levar um tempo até as pessoas se acostumarem com o termo Contra Indústria. Ele encerra todo um complexo universo de procedimentos, táticas e técnicas de produção de cultura que vêm sendo colocados em prática nos últimos anos pelos autoprodutores. Até então, nunca os meios de produção estiveram tão acessíveis e nunca se produziu tanto…

Saiba mais →

chega de vontade de potênciaagora eu quero promessas de felicidade

Seminário de Exportação da Música em Belo Horizonte

Belo Horizonte integra, pela primeira vez, o calendário oficial do projeto Imagem & Comprador que realiza rodadas de negócios entre artistas locais e compradores internacionais de música. Desenvolvido pela Brasil Música & Artes (BMA) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (APEX Brasil), o projeto, organizado pelo Fórum da Música…

Saiba mais →

ANA

Há cinco anos atrás estávamos todos estreando na cena musical mineira profissionalmente. Eu, Érika Machado, Kristoff Silva, Renato Vilaça, Dudu Nicácio e muitos outros que fizeram no palco do Reciclo Geral a primeira apresentação oficial cantando exclusivamente as próprias canções. A partir da parceria com a associação dos catadores de papel (Asmare), iniciamos o processo…

Saiba mais →

Músicos mineiros criam cooperativa

Jornal O Tempo Mobilização. Batizada Comum (Cooperativa da Música de Minas), entidade realiza assembléia hoje Ricardo Antunes/Divulgação Na foto: Ludmila Ribeiro, Makely Ka, Tatiana Dias, Maurício Ribeiro, Guilherme Castro, Lailah Aburachid e Luiza Barcelos Daniel Barbosa Comum, mas peculiar. O aparente paradoxo serve bem como cartão de visitas para a Cooperativa da Música de Minas…

Saiba mais →

De volta a Pasárgada

Para quem estiver em Juiz de Fora, amanhã (domingo) eu e a cantora Maísa Moura vamos nos apresentar no MAMM (Museu de Arte Murilo Mendes). Com uma formação compacta, acompanhados somente do baixolão de nosso maestro Avelar Jr. vamos apresentar, além das canções do disco Danaide, algumas inéditas do álbum que Maísa está finalizando, com…

Saiba mais →

Rapper Branco

Eu sou um rapper branco classe média alta Mas eu canto em banto e falo tudo na lataTer dinheiro no banco não me afasta da lutaEu sou um rapper branco e não sou filho da puta Vem do morro e do asfalto tá no centro em toda parteNão me venha com a conversa que isso…

Saiba mais →

Anote aí:

Bienal do Livro No sábado participo de um debate sobre Cultura Hip Hop com o rapper mineiro Renegado e o letrista e pesquisador carioca Francisco Bosco. A parada vai acontecer dentro da programação da 1ª Bienal do Livro de Minas Gerais, que está rolando no Expominas (Avenida Amazonas, 6.030, Gameleira). Quando: dia 24 de maio,…

Saiba mais →

DICA DE DISCO

Jornal do Brasil – Caderno B Sexta, 16 de maio de 2008 Tárik de Souzacadernob@jb.com.br “Eu gostaria que alguém viesse aqui dizer `Glauber Rocha é um canalha’, que eu coloco no ar”. Quem fala não é um de seus detratores, mas o próprio cineasta, em trecho sampleado do programa Abertura (TV Tupi, 1979), que integra…

Saiba mais →

Aula sobre letra

Nas oficinas que costumo ministrar sempre surge a questão do processo de criação, mais especificamente sobre a letra de música, que é o que me ocupa a maior parte do tempo ultimamente (não necessariamente a questão sobre o processo, mas o processo propriamente dito). A relação entre a letra e a melodia remete a eras…

Saiba mais →

Para quem estiver em São Paulo neste feriado!

Inauguração de um projeto que pretende ser periódico (dependendo da receptividade do público paulista), o Minas Contemporânea leva a São Paulo três dos principais representantes da nova cena que fervilha em BH. São todos parceiros de geração, que despontaram nos últimos cinco anos, cada um com uma proposta diferente, mas complementar. Serão três shows por…

Saiba mais →

Esquema Sintético

Esquema montado pelo Ricardo Silveira, inspirado na discussão iniciada pela Letícia Féres, repercutida pelo Bruno Brum e pelo Marcelo Sahea, em seus respectivos blogues. Não sei quanto a vocês, mas eu costumo expulsar da mesa os poetas que vem me vender seus livros interrompendo a conversa num bar ou num café.

Oriki de Ogum

eu sou da gangue de ogum se trinca ferro o sangue ferve eu rasgo o verbo em quimbundo nasci do umbigo do mundo eu vim pra guerra o pé na terra dragão de fogo é bebum no contratempo do bumbo morreu enterro cantar eu berro e bebo um trago de rum

Uma cabeça de burro e outras tantas de avestruz

Dias atrás assisti a um debate onde estavam presentes jornalistas (de jornal escrito e de rádio) conhecidos da cena local. O tema era a produção musical independente (sic). A coisa ia como sempre pelo caminho das constatações óbvias por parte da mesa, das reclamações lugar-comum por parte do público – formado por músicos e produtores…

Saiba mais →

Entrevista de Domingo

Jornal O TempoDomingo, 13 de abril de 2008 Criação Poética e Reflexão Makely KaPoeta, compositor e produtor Criador intenso, este piauiense criado em Minas transita por vários gêneros artísticos. Fez da atividade cultural o seu ganha-pão e vem colhendo os frutos em mais de dez anos se dedicando à poesia, à música e em qualquer…

Saiba mais →

Moçambicano

Chico Saraiva é um dos meus parceiros mais recentes, mas já é dos mais prolíficos. Tenho com ele várias canções e uma delas foi registrada no seu trabalho mais recente, sugestivamente chamado Saraivada e lançado pela Biscoito Fino em outubro do ano passado. Ontem ele me enviou uma crítica do disco publicada num jornal de…

Saiba mais →

Antelóquio por ocasião das comemorações do centenário de morte de um poeta vivo Caso estivesse vivo, o poeta Renato Negrão estaria completando um século de poesia e lirismo. Como contudo ainda não morreu, ele comemora solitário alguns míseros anos de sobrevivência e intensa atividade poética. Aliás, nunca soube de outro poeta que tenha chegado vivo…

Saiba mais →

Back to Top