BLOG

O Projeto Axial é um dos trabalhos mais belos e estranhos que eu conheci nos últimos anos. Eles pegam orikis da tradição nagô-iorubá transcriados por Antônio Risério, cânticos tradicionais de diversas regiões do país como o das Caixeiras da Casa Fanti-Ashanti do Maranhão, canções de escravos do Haiti (os vodus), poemas musicados por eles próprios de João Cabral, Mário de Andrade e Manoel de Barros, além do grego Konstantinos Kafávis, canções do bardo medieval contemporâneo Elomar, pontos de Candomblé baiano e canções de autoria própria e juntam a isso timbres eletroacústicos, paisagens sonoras e programações eletrônicas de uma delicadeza e elegância impressionantes. Mais do que isso, o projeto encabeçado pela cantora e pianista Sandra Ximenes e pelo contrabaixista e programador Felipe Júlian, acrescidos do auxílio luxuoso dos sopros de Leonardo Muniz Corrêa rompe com a lógica da grande indústria e disponibiliza seus discos na íntegra e gratuitamente em seu site . Militantes da contra-indústria, eles mantêm um blogue/fórum colaborativo de discussão sobre música e cultura. Estiveram na programação do TIM Festival deste ano, tocaram na Alemanha e na República Tcheca, mas o melhor de tudo é que eles estão na Caravana Pixinguinha e se apresentam junto com Elomar aqui em BH no próximo domingo. E a caravana não pára e passa por outras cidades, confira aqui e se programe!

Postado em 07/12/2007 Blog!

Compartilhe

Sobre o autor

Makely Ka (Valença do Piauí, 1975) é um poeta cantor, instrumentista, produtor cultural e compositor brasileiro. Makely é poeta, compositor e agitador cultural. Atuando em diversas áreas como a música, a poesia e o vídeo. Incorpora à sua produção artística um componente crítico e reflexivo. Autodidata, desenvolveu uma poética musical própria, amalgamando elementos da trova e do aboio de herança ibérica às novas linguagens sonoras urbanas como o rap, do despojamento da poesia marginal ao rigor formal da poesia concreta.

(1) resposta

  1. Penetralia
    22/12/2007 de 12:17 · Responder

    Boa notícia, Makely.
    Adorei Oriki, Orixá do Risério.
    Vou procurar saber desse pessoal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top